Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Caracol

Um blogue pseudo-humoristico-sarcástico. #soquenão #ésóparvo

Um blogue pseudo-humoristico-sarcástico. #soquenão #ésóparvo

Esperança

O sol desponta no horizonte iluminando a cozinha. Entorpecida por uma noite mal dormida, Esperança prepara um café forte na expectativa de a libertar da rigidez muscular e lhe trazer alguma energia para enfrentar mais um dia.
Só mais um dia, pensa para si, amanhã tudo será diferente.
A caneca de café aquece-lhe as mãos geladas e inchadas de frieiras. O inverno é duro para as mãos de quem faz da lida de casa o emprego de uma vida.
Não fora assim que idealizara a sua vida, não planejada nada disto e todos os tiros lhe saíram ao lado.
Abanou a cabeça e sorriu ao pensar nos filhos que ainda dormiam nas suas camas. Eram o melhor de si e por eles valera a sua pontaria pouco certeira nos alvos da vida.
Quanto teriam ouvido da noite passada? Teriam conseguido abstrair-se do ruído quase mudo do seu choro? Ou teriam embrulhado o medo mais fundo nos cobertores, abrançando-se em silêncio e desejando que o sono lhes dominasse a consciência?
Rezava para que a madrugada alta estivesse do seu lado e permitisse que o eco de um corpo espancado ficasse somente naquelas quatro paredes.
O sol continuou a sua subida lenta no céu, como se até a ele custasse recomeçar mais uma vez.
Resignada, Esperança respirou fundo e sentiu as equimoses do tórax. Não precisava de as ver, os anos tinham-se encarregado de lhe ensinar as várias fases da dor e aquela era apenas a segunda, a pior já tinha passado por alturas da madrugada.
Com um suspiro, terminou o café de um trago e dirigiu-se lentamente à casa de banho para se compor.
A noite difícil estava gravada a ferros na sua passada. Nada que um analgésico não resolvesse mais tarde. Naquele momento, não tinha tempo para tratar do corpo, era hora de manter a esperança no nascer do sol e no recomeço de um novo dia.
No seu íntimo, bem lá no interior da alma onde se escondem os segredos e pensamentos mais sombrios, Esperança questionou-se sobre quantos mais amanheceres lhe restariam, longe de imaginar que aquele seria o último.

---------------

10 Esperanças viram em 2019 - que ainda vai curto - o seu último amanhecer. Quantas mais serão precisas para que se perca de vez esperança no mundo?