Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Caracol

Um blogue pseudo-humoristico-sarcástico. #soquenão #ésóparvo

Um blogue pseudo-humoristico-sarcástico. #soquenão #ésóparvo

Publicação muito urgente

Esta conversa existiu mesmo, sem o mínimo de vergonha, pudor ou que quer seja classifique este tipo de atitude.

Passou-se num grupo de mães, do facebook, mas podia perfeitamente passar-se na tasca da D. Albertina.

Publicação:

"Bom dias mamãs, vocês têem sido a minha salvação, nessas palavras de conforto e força.
Estou de 6 semanas e vou fazer a primeira eco sexta feira à conta pessoal, pois o médico disse que chegava bem só fazer às 13 semanas e não me quis passar (outra). Parece que enquanto não ouvir o coraçãozinho ou vir alguma coisa só ando ansiosa e nervosa :(
E com maus pensamentos.
Alguma das mamãs que descobriu cedo, conseguiu ver ou ouvir o coração? (Sei que corro o risco de não ouvir nem ver)."

Não vamos dissertar sobre isto, a rapariga está ansiosa, todas nós sabemos que aquela idade gestacional é uma grande seca, não se sabe nada, não se vê nada, não se sente nada, é só esperar. E esperar é a última coisa que podem pedir a uma grávida ansiosa. A rapariga decidiu fazer uma ecografia a nível particular, óptimo. Vai com certeza descansar melhor. Não lhe vamos agora estar com miudezas.
Sigamos para a troca de comentários.

Admnistrador 1 :

Bom dia, eu descobri as 5 semanas. Não vai conseguir ver nem ouvir. Só a partir das 9 semanas, os médicos têm o aparelho para se ouvir o coração. Andei em pânico até o ouvir :p pode sempre dizer que tem dores e ir ao hospital e ver o que dizem :)

(sim, a admnistração do grupo respondeu isto. Não é espetacular?)

Uma mamã não se ficou e continuou:

Portanto, ir à urgência, sem necessidade, só para entupir mais um bocadinho o sistema. Grande conselho. 👍👌

(já usavas menos ironia, mas pronto, desta vez passa)

Administrador 1:

Desculpe??? Que comentário mais estúpido... Abstenha-se de comentar os meus comentários.... Você é que devia entupir a boca antes de falar!

(Logo aqui percebemos que a discussão morreu e que não vale a pena. Alguém que usa tantos pontos de interrogação só pode ter problemas de compreensão e afirmação. Não falando na agressividade logo assim à grande, mesmo à "baixa a bolinha que o cão é rasteirinho e EU SOU A PATROA cá do burgo." A-DO-RO! Vão buscar pipocas qu'isto promete)

Mamã:

Portanto, a sua recomendação de "pode sempre dizer que tem dores e ir ao hospital e ver o que dizem" é perfeitamente válida e nada estúpida. Está muito certo.

(Vais de vela, vais de vela... Tásabusar rica filha)

Administrador1:

Não, é melhor a senhora andar stressada e preocupada. Aliás a médica que me indicou fazer o mesmo quando não me queriam fazer o CTG, devia ser despedida... Aconselhou-me a entupir o sistema 😏

(Alguém falhou a aula de português onde se aprendeu a utilizar ironia. E vírgulas.)

A senhora [ da publicação ] diz que vai fazer ecografia a nível particular. Acho muito bem, eu fiz o mesmo quando engravidei, ficamos mais descansadas. Nada contra.
Mas isso é diferente de recorrer a uma urgência sem ser necessário e sem haver, efetivamente, urgência.
Quanto ao seu caso... CTG, por norma, já é numa fase mais avançada da gravidez e não sei o porquê de lhe terem recomendado ou não, tampouco se quem lho recomendou era ou não médico/enfermeiro. 🤷 Situações diferentes, creio eu. 😉

( ui! Agora, contradizer a urgência dela?! Já nem buscar pipocas. Já foste. Namastê! 🙏)

Eu não recomendei ir às urgências. Apenas disse sempre pode ir ao hospital... Acho que é diferente. Mas pronto 😘

(Ah... Hmmm... Ah... Hmmm... Não é o mesmo? Sempre a aprender, sempre a aprender.)

Administradora 2:

Na sua cabeça é melhor desvalorizar estes sentimentos e nao entupir o sistema que andamos a pagar impostos pra ter, e arriscar ficar com uma depressão ou ansiedade?
A mamã qie vá as urgencias SIM. Porque andamos a pagar impostos para ter um serviço destes no nosso pais, porque não é normal ter de pagar um exame para saber se o seu filho esta bem e relaxar a sua ansiedade. VA A URGENCIA SIM. E não precisa de dizer dores, o psicológico tambem afeta, diga a verdade e queira auxilio que e para isso que pagamos impostos. Para sermos auxiliadas! Era o que mais faltava.

(Mas... Mas... E os acentos? E as vírgulas?! Então e... Mas... Ir à urgência só para relaxar? Mas aquilo é o quê? Um SPA? Pipocas, vou buscar pipocas)

Mamã:

* GIF facepalm Ryan Reynolds *

(Ainda não foste? Ui! Com este gifezinho já tens a corda ao pescoço. Até parece que ouço a tua cervical a estalar, filha)

Administrador 1:

Pois eu desisti porque estar a insistir com uma pessoa que não aceita mais opiniões nem vale a pena... Esta senhora nunca deve ter ido ao hospital ou urgência para ficar descansada com algo. Olha fui entupir as urgências porque o meu filho tem eczema e eu n sabia o que havia de colocar... Sou terrível, usar o que pago 🤣 enfim

(Ah... E vírgulas, não? Pronto, tá bem, mas assim uma pessoa fica com dificuldades respiratórias. Olha, uma boa urgência, esta)

Mamã:

Bom, eu já tinha desistido, na realidade.
Sucede que estou grávida e não me apetece ir agora entupir a urgência apenas porque fiquei ansiosa e a matutar neste comentário por escrever. O máximo que fariam era dar-me pulseira verde, vejam lá bem!, e ainda esperava um bom par de horas para nem oxigénio de me darem. Enfim, é para o que uma pessoa paga impostos.
Já recorri à urgência, várias vezes, sobretudo com o meu filho, não por ter febre há 5 minutos ou por ter espirrado umas oitavas acima do normal.
Não vos ia explicar o porquê de recorrer à urgência pediátrica quando o miúdo vomitou, aquando o episódio de varicela, mas vou explicar na mesma: o miúdo tinha varicela e vomitou, algo que a médica de família referenciou ser anormal e caso de urgência. Dirigi-me, portanto, à urgência hospitalar. Entre espera, análises e outros que tais, chegou o diagnóstico: outra virose, além da varicela. Foi marcada consulta de pediatria para a semana seguinte. E depois, para o mês seguinte. E ainda para o mês seguinte, onde teve alta.
É para isto que pagam impostos: para que o SNS seja usado e rentabilizado quando realmente é preciso.
Não me parece, de todo, que a senhora da publicação sofra de ansiedade diagnosticada - acho que está mesmo só ansiosa e preocupada, como todas nós já estivemos com aquele tempo gestacional (a propósito: espero que a sua gravidez corra pelo melhor 😉). Recomendar uma ida à urgência (que, a propósito, é exatamente o mesmo que recomendar uma "ida ao hospital"), exagerar na dor (que é inexistente) ou só para "saber se está tudo bem", com base no argumento de 'eu pago impostos, eu posso' é, além de imoral e pouco ético, estúpido e completamente descabido.
E porque o comentário já vai mais longo do que o desejado para as vossas retinas, espero apenas que reflitam sobre a palavra urgência. Se não conseguirem, lamentem também os impostos que andam a pagar na área da educação e não só da saúde.
Um bom dia, com poucas urgências verdadeiramente urgentes.

(Adeus, até um dia. Tenho pena, mas não podes mais ficar. Adeus, até um dia, pode ser que nos voltemos a encontrar 👋👋).

A troca ainda continua, mas eu já não tenho pipocas. 🙄 Já chapadas, pronto, se fizessem muita questão... 👌

#Pessoas ❤️ 

6 comentários

Comentar post