Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Caracol

Um blogue pseudo-humoristico-sarcástico. #soquenão #ésóparvo

Um blogue pseudo-humoristico-sarcástico. #soquenão #ésóparvo

Caracoladas

No dia dos namorados fiz um bolinho de manhã, antes de vir para o trabalho (sim eu faço coisas antes de vir trabalhar, não perguntem muito, ok? 🙄), nada muito elaborado apenas um bolo de chocolate de dois ingredientes e como de costume o rapaz pediu-me para rapar a taça. Disse-lhe que sim e quando dou conta tem a cabeça enfiada lá dentro com o chocolate a deixar um rasto quase até às orelhas. 
Mudei de estratégia e disse-lhe:

- Olha filho, vamos fazer antes o seguinte: rapamos parte desse chocolate para a tua caneca do leite e hoje tens leitinho de aveia com chocolate. Que me dizes?

Ficou todo contente e lá metemos o salazar ao barulho. 
Ele ficou a beber o seu leite com chocolate especial, feliz da vida, enquanto eu fui buscar a roupa lavada à lavandaria. Quando chego deparo-me com o este cenário:

Miúdo em pé numa cadeira em frente ao balcão a despejar o leite da caneca para a taça.

Quando lhe pergunto que raio está a fazer responde com a sapiciência dos seus quatro anos:

- Ainda tinha aqui muito chocolate, mamã. Assim não há tanto desperdício porque há meninos que não têm.

Pumbas! 1-0 à cara podre sem dó nem piedade. Recompus-me rapidamente e continuei:

- E depois como tencionas beber isso? Ainda vais fazer asneiras...

... E levar por cima, tive vontade de acrescentar. Levei como resposta:

- Com uma palhinha.

Posso jurar que ouvi o "Dahhhhh" nas entrelinhas.

Caracolinho 2 
Mamã 0

Caracolinho

- Mamã, as vaquinhas têm leite? 
- Têm sim Caracolinho. 
- E os senhores puxam o leite delas? 
- Puxam, filho. Mas não deviam... 
- Pois não! Porque o leite delas é dos bebés delas.

Nunca lhe falei sobre a ordenha, já a sobre a segunda parte falámos pela primeira vez ontem. 
E nós? Quanto tempo mais precisaremos para perceber o mesmo?

Caracolinho armado em miúdo saudável


Chegou ao pé de mim com uma taça vazia e disse:

 



- Pega Mamã! Fiz este bolinho para ti!



- Uau Filho! Obrigada, tem um cheirinho muito bom. É de chocolate?



- Não Mamã. O chocolate faz aranhas nos dentinhos. É de salada! Toma é muito bom!

 



Fiquei na dúvida se me estava a chamar gorda, se apenas repete o ouve cá por casa. Vou acreditar na segunda, mas pelo sim pleo não, vou almoçar uma saladinha

Caracolinho Poliglota

Domingo, dia de casamento, calhou sentarmo-nos na mesa de uns convidados alemães. 
Ora, tudo o que eu sei de alemão aprendi com o José Cid e nos episódios do Rex, o cão polícia, pelo que a conversa decorreu num inglês amarfanhado e bastante arranhado da minha parte.
A páginas tantas, Caracolinho quis meter conversa com a senhora e desatou numa ladaínha animada, recebendo sorrisos como resposta. 
Expliquei que não compreendiam o que lhes dizia, porque falavam noutra língua - o inglês. 
Riposta rapidamente:

- Oh! Eu sei falar inglês! - vira-se para a senhora novamente e acrescenta: - Pink é cor de rosa em inglês. Eu sei dizer pink!

Tem sucesso garantido em línguas estrangeiras! 

Argumentos desarmantes

Estamos com um grupo de amigos, em amena cavaqueira, quando o chamo a atenção para finalizar o seu lanche TODO dada a impertinência anterior para o ter. Estou eu ali, a exercer o meu poder de mãe, a modular a minha voz de "bamby" para voz de comando num discurso sobre birras e terminar tudo o que pede sem deixar uma migalha ou gota. quando ele contra-argumenta de forma muito séria e sentida:

- Oh Mamã! Tu és tão linda!

Como é que se dá seguimento ao sermão depois disto?