Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Caracol

Um blogue pseudo-humoristico-sarcástico. #soquenão #ésóparvo

Um blogue pseudo-humoristico-sarcástico. #soquenão #ésóparvo

Conan, o Osíris

Há umas semanas, quando ouvi Osíris pela primeira vez, enquanto arrumava a cozinha, escrevi: "Ouvi a música mais votada para o festival da canção. Digam-me: ainda não é nada definitivo, pois não? Ainda vamos a tempo de mudar, não vamos?
Vou só ali esperar com o ancinho no pé para esquecer. 🙄"
Eu sei, nem parece meu que até "gosto de música esquisita".
É o que dá escrever a opinião baseada em opiniões, depois de só ouvir uma vez e sem escutar efetivamente.
Sabendo que isto das músicas diferentes é como as couves de bruxelas, só ao fim de algum tempo é que nos acostumamos ao sabor, dediquei o meu tempo a escutar Osíris.
Não acho genial, não acho nada nunca antes visto - tirando o bailarino e o faqueiro como adereço, aí é originalissímo. Assim como assim, eu acho que se levasse uma tigela Bordalo Pinheiro no topo da cabeça sempre compunha o look de mesa posta.
Não me agrada particularmente aquele timbre meio aciganado, mas reconheço-lhe o mérito das letras e da ousadia. A letra de "Adoro Bolos" está francamente bem pensada, por exemplo.
Se vou passar a ouvir Osíris com o mesmo gosto com que ouço Sobral? Provavelmente não. Contudo, depois de ter ouvido outras composições dele, acho-o genuíno e audaz. Está-se a borrifar para os que, como eu, acham que parece uma mesa de domingo à espera que o assado saia do forno. Se ele gosta, está bem para ele.
Ah, mas ele fala assim bué mal. O que é falar mal? A mim, choca-me mais alguém dizer "Há muito tempo atrás" do que uns bués e tipos a ligar frases. Além disso, provavelmente, faz parte da personagem.
Ah, mas tu só estás a defendê-lo porque ganhou o festival da canção. Não sejam mauzinhos e dêem uma oportunidade à música do rapaz. Quem sabe não passam a gostar?
Não me partam é o telemóvel, ok? 😜

Ironias Fit

 

Às vezes perguntam-me: 'Caracol, como consegues fazer exercício e ouvir a música? Eu não ouço nada e nem sequer me lembro do que ouvimos...' 
Não sei como isso de não ouvir nada é possível. Não sei mesmo. As músicas, regra geral, estão pejadas de ironia se as aplicarmos ao contexto do exercício físico. O sarcasmo grita de tal forma aos meus ouvidos que é impossível não ouvir. A ironia que berra é mais acutilante que as ordens de quem lidera a aula. É impossível não ouvir. 
Ou então é apenas um mecanismo de defesa para quando me apetece desertar e sair, arranjar forma de o fazer sem ser literal. (Momento #NãoTejasMedo)
Foi impossível hoje e mais uma vez, não me aperceber do encaixe perfeito desta música a quem lidera a aula. É tão perfeito como os encaixes das sapatilhas nos pedais. É tão literal que juro que apertei mais um bocadinho a carga sem me mandarem. E passei a música toda a evitar contacto visual e a manter os joelhos afastados do botão de carga, não fosse algum bater-lhe "por acidente". Há pessoas que encarnam músicas e que lhes dão vida, depois há as músicas que encarnam pessoas e como que as vestem, do princípio ao fim. E esta, minha boa gente, veste todo e qualquer professor de fitness e PT's. Quem discordar, merece uma faixa disto só para fazer burpees intercalados com moutain claimbers.

 

 

 

Nugget, nugget, oh noooooooo

Gosto muito, mas assim mesmo muito, desta música. É gira, é fofinha, é rómanticaaaaaa, enfim é uma música de gaja e para gaja, que fica no ouvido e é fácil gostar-se dela.

Só que esta melodia abre-me o apetite. É uma espécie de reflexo de Pavlov, mal a oiço salivo e todo o meu cérebro torna-se uma frigideira gigante onde estão os mais crocantes, saborosos e calóricos nuggets.

Eu sei que o defeito é meu, alguma avaria ali no departamento auditivo, mas eu juro que no refrão ouço nugget, o que é estranho porque não tem nada a ver com a música.

Passei a hora de almoço nas lides domésticas, cantarolando  "I won't leave you nugget, nugget, oh nooooo" e temo passar a tarde nisto.

Digam-me que também ouvem nugget, por favor.

 

 

 

Vê-se logo que é português #7

Já cheira a segunda, não é?

Amanhã é dia de regresso ao trabalho, depois de 17 dias em casa com o miúdo.

E porque acho que tudo corre melhor se acompanharmos com boa música, deixo-vos hoje com Rodrigo Leão e Stuart Staples Tindersticks. Que voz, meu deus! Que voz!

Enrosquem-se numa manta, encostem-se no ombro do vosso amor, fechem os olhos e deixem-se levar. 

 

Vê-se logo que é português #6

O canal Panda teve a brilhante de convidar a Luísa Sobral para o seu Bairro.

Fiquei muito feliz quando, no hábito de ouvir os Amigos, a Xana ou os Caricas, escutei a sua vozinha. Até julguei estar a alucinar, ou que a televisão tivesse vida própria e sintonizasse num outro canal. Mas não, quando vi, lá estava ela, a Luisinha, com a sua viola e vozinha suave e tão aprazível aos meus tímpanos.

Ainda só ouvi duas, esta que aqui vos deixo e uma outra dos Pês que, querida Luísa-que-gosto-tanto-de-ti, não se apanha uma palavrita, a não ser pizza e pão. O resto, nicles.

Fica aqui o João, no vídeo original, que é mais bonito que o do Bairro.

 Bom domingo blogovizinhos! =)

Não é português (mas podia ser) #2

Todos os dias, a caminho do trabalho, passo por um sujeito que caminha, literalmente, para trás.

Eu sei que é pelo exercicio, mas não deixa de ser estranho.

Todos os dias, sempre que por ele passo, sinto-me como se estivesse neste video dos ColdPlay.

Já é antigona, mas vale sempre a pena escutá-la.

 

foto do autor

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D